Uma visão dos nossos históricos anos sessenta e um pouco antes

Voltar  para  Página Inicial

Ir  para  "Lendas e histórias"

Aguinaldo de Goes Aldo Costa Alfredo Santilli Amauri Mesquita Antonio Carlos
Aguiar
Arlindo Aguiar Aroldo Louzada Bica Votnamis
Bird Clemente Bob Sharp Breno Fornari Caetano Damiani Camillo Christofaro Celso Lara Barberis Christian Bino Heins Ciro Cayres
Domingos Papaleo Eduardo Celidonio Emerson Fittipaldi Emilio Zambello Ênio Garcia Eugênio Martins Francisco Lameirão Fritz D'Orey
Graziela Fernandes Jan Balder Jayme Pistili Jayme Silva Jorge Lettry José Tôco Martins Luiz Americo
Margarido
Luiz Carlos Valente
Luiz Pereira Bueno Luiz Valente Marinho Miguel Crispim Nelson Brizzi Nicola Papaleo Nilo de Barros
Vinhaes
Norman Casari
Orlando Menegaz Paschoal
Nastromagario
Pedro Carneiro
Pereira
Piero Gancia Raphael Gargiulo Ricardo Rodrigues
de Moraes
Roberto Gallucci Roberto Gomez
Salvador Cianciaruso Toni Bianco Toninho Martins Victor Losacco Victorio Azzalin Vitório Andreatta Waldemar Santilli Zoroastro Avon
Pioneiros:
Benedicto Lopes Chico Landi Chico Marques Gino Bianco Hermano da Silva Ramos Irineu Correa Manuel de Teffé Nascimento Junior
Norberto Jung Villafranca            
Página acrescentada em 05 de março de 2005

Celso Lara Barberis
por Paulo Roberto Peralta

Clique aqui e veja uma entrevista com esse ex-piloto, em 1958

Notas: 1. Esta página foi corrigida e atualizada em dezembro de 2005 com a colaboração de José Fernando Lara, primo de Celso.
           2. Existe uma coincidência entre o autor e esse piloto: o primeiro dia que pisei em Interlagos/SP foi o último dia que Celso colocou os pés lá: 7 de setembro de 1963.
 
Celso - setembro/57

Nasceu em 28 de fevereiro de 1916 na cidade de São Manuel, região de Botucatu, interior de São Paulo. Filho "quase" único, sua mãe perdeu uma filha na gravidez e adotou uma menina, tinha então uma irmã adotiva. Seu pai, italiano natural de Turim era médico, além de fazendeiro de café na região de Fartura, região oeste do estado de São Paulo.
Mudou-se ainda jovem para São Paulo, 1930, e aos 14 anos ingressou no Clube de Regatas Tietê iniciando uma carreira de nadador, posteriormente transferiu-se para Clube Floresta (hoje Espéria) onde além de natação praticava remo nas águas do Rio Tietê. Sim, isso ainda era possível, não havia poluição. Chegou a campeão na classe "Single Skiff" e foi convocado para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Berlim em 1936, mas uma intoxicação o levou, na véspera do embarque, ao hospital onde ficou se recuperando por alguns dias, tempo suficiente para perder o navio onde viajou a delegação.
Em 1945, com 29 anos, mudou-se para Avaré assumindo a administração da fazenda de café da família em Fartura. Nessa época também mantinha, e dividia com seu primo José Fernando, um apartamento em São Vicente para ficar perto da Bolsa de Café.

 
Sempre gostou de carros novos e possantes, chegou mesmo a mandar construir em 1955, um carro esporte exclusivo (veja) na oficina de Oliviero Monarca do bairro da Bela Vista, carro que foi construído por Toni Bianco, na época iniciando seu trabalho no Brasil. No automobilismo esportivo começou em 1949, aos 33 anos de idade, que era o padrão na época, automobilismo era considerado esporte de "homem feito".
Mudou-se em 1951 com os pais para São Paulo, indo morar na rua Suécia, bairro do Jardim Europa.
Em 1952 casou-se com Maria José e no ano seguinte nasceu sua filha Beatriz, mas o casamento só durou mais um ano, em 1954 eles se desquitaram.

100 Milhas do
 IV Centenário/54

Dedicou grande parte de sua carreira à categoria Esporte, categoria que tinha um certo charme europeu, onde correu com Ferrari 1500 e 3000cc. e Maserati. Correu algumas provas "500  Quilometros de Interlagos" com carros da "Mecânica Nacional" e com "Carretera" participou de cinco edições das "Mil Milhas Brasileiras" (57/58/59/60/61), além de algumas na categoria Turismo. Participou também de  provas Internacionais do "World Sports Car Championship" em Buenos Aires, Argentina, em parceria com Godofredo Vianna Filho (56), Eugênio Martins (57 e 58) e em 1960 com Christian "Bino" Heins, quando conquistaram o 4º lugar, pilotando, em dupla, uma Maserati 300S.
Clique aqui e veja um filme de seu bi-campeonato na prova "500 Quilometros de Interlagos" em 1960.
Sua carreira durou 14 anos, até ser interrompida por um acidente fatal em 1963, aos 47
anos e 6 meses.
(veja abaixo)

Landi/Bianco/JK

Em sua última prova, VI 500 Quilometros de Interlagos de 1963, correria em dupla com Chico Landi utilizando um carro de fórmula fabricado por Toni Bianco e Chico Landi equipado com motor FNM/JK 2000 cc. (Clique aqui para conhecer). Esse carro quando equipado com motor até 1000cc. "de rua", era um Fórmula Jr. mas com esse motor era considerado um "Mecânica Nacional até 2.500 cc".
Essa prova já começou trágica: Edmundo "Dinho" Bonotti faleceu em conseqüência dos ferimentos sofridos num acidente ocorrido durante os treinos, e, na prova, o tri-campeão dos "500 Km" (57, 60 e 61), Celso Lara Barberis, morreu depois que seu carro capotou na subida da reta dos boxes após ser tocado pela Maseratti/Corvette de João Batista do Amaral Jr.

 

O carro após o capotamento
Notem a marca da derrapagem

Largada.
À direita a Maserati de Amaral

Vejam no site GPtotal um artigo de Romeu Nardini sobre Celso Lara Barberis.
Vejam também, no site Speedonline, uma tabela com os seis primeiros colocados de todos os "500 Km.", prova da qual era tri-campeão, atualizados até a última prova (ano passado).
 

                                                              

                                   



Prova Pref. Ademar de Barros/58

1959 - Vitória no 500 Km

1961 - Chegada do 500 Km

Ferrari 250TR


Preparativos IV Mil Milhas/1959 I 500 Milhas/1962 Ferrari 250 MM  II 12 Horas de Interlagos/SP/1963

Participações em provas (com a colaboração de Napoleão Ribeiro)

1949 - Prova “nome desconhecido” - Alfa Romeo Sport - Motor fundido - estréia
1949 - 80 Quilômetros de Interlagos/SP - Simca Huit Sport - 4° Lugar
18/11/1951 - Prova Carlos Jacomelli - Interlagos/SP - Allard Ford 3.800cc -
Abandono
13/01/1952 - V GP Cidade de São Paulo - Interlagos/SP - - carro ? - ND
24/08/1952 - Prova Sub Prefeitura de Santo Amaro - Interlagos/SP - carro? - Abandono
03/01/1954 - GP Cidade de São Paulo - Interlagos/SP - Simca 1.100cc - 4º Lugar
03/04/1954 - III Circuito do Maracanã/RJ - Simca 1.221cc - 3º na geral e 3° na Cat. Sport-1.5
16/05/1954 - 2 Horas de Interlagos/SP - Ferrari 750 Monza 2.999cc. n° 46 - 1º Lugar e 1° na Cat. Sport+1.5
20/06/1954 - Circuito da Quinta da Boa Vista/RJ - Simca 1.221cc. n° 46 -
4º na geral e 1º na Cat. Sport-1.5
11/07/1954 - 1ª Etapa do Campeonato Paulista - Interlagos/SP - Ferrari 750 Monza 2.999cc. n° 46 - 1º Lugar Cat. Sport+2.0
15/08/1954 - 2ª Etapa do Campeonato Paulista - Interlagos/SP - Ferrari 750 Monza 2.999cc. n° 46 - 1º Lugar Cat. Sport+2.0
22/08/1954 - I 100 Milhas do Maracanã RJ - Ferrari 750 Monza 2.999cc.n° 46 - 2º Lugar Cat. sport+2.0
28/11/1954 - 100 Milhas do IV Centenário - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - 1º Lugar e Melhor volta
20/02/1955 - IV Circuito do Maracanã/RJ - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - 2º na geral e 2º na Cat. Sport+1.5
11/12/1955 - II Prova Prefeitura Municipal de São Paulo - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953 n° 46 - 1º Lugar e Melhor volta
29/01/1956 - Mil Quilômetros Ciudad de Buenos Aires - ARG - Com Godofredo Vianna Filho - Ferrari 375MM n° 41 - desistência: motor, na volta 41 - Pelo número de voltas: 17º na geral e 6° na Cat. Sport+3.0
08/04/1956 - Temporada do Automóvel Clube do Brasil - Interlagos/SP - Ferrari 375 4.500cc. n° 4 - 1º Lugar
12/08/1956 - I Prêmio Benedito Lopes - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953 n° 46 - 1º Lugar e Melhor volta
08/1956 - VI Circuito do Maracanã/RJ - Ferrari 250MM 2.943 n° 46 - 7º Lugar
09/1956 - I Prêmio Juscelino Kubitischek - Engenheiro Passos (RJ)/Caxambú (MG) Ford/Thunderbird 4.785cc. n° 46 - 1º Lugar
29/09/1956 - Prova do 49° Aniversário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - Cat. Sport+1.5 - 2º Lugar
11/1956 - II Circuito de Volta Redonda/RJ - Ferrari 375 4.500cc. n° 4 - 4º Lugar
16/12/1956 - Prêmio Santos Dumont - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 4 - Cat. Sport+2.0 - 2º Lugar e Melhor volta
20/01/1957 - Mil Quilômetros Ciudad de Buenos Aires - ARG - Autodr. Costaneva Norte - Com Eugênio Martins - Ferrari 750 Monza 2.999cc n° 38 - Acidente na volta 92 na 6ª colocação - Pelo número de voltas: 13° Lugar na geral e 5° na Cat. Sport 3.0
27/01/1957 - Prêmio Comendador Sabaddo D'Angelo - Buenos Aires - ARG - Ferrari 750 Monza 2.999 n° 6 - 1º Lugar
09/02/1957 - Abertura do Camp. Paulista - Interlagos/SP - Ferrari 3000cc - Cat. Sport Força Livre -
ND
03/1957 - V Circuito de Petrópolis/RJ - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - 5º Lugar
07/04/1957 - II Prova Cinqüentenário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 -
  Cat. SP+2.0 - Quebrou quando estava em 4° lugar na penúltima volta da 1ª bateria
05/1957 - Prova Jornada Sudan - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - Cat. Sport+2.0 -
3° Lugar mais a melhor volta
23/06/1957 - III Prova Cinqüentenário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari 750 Monza 2.999cc. n° 46 - 1º Lugar
25/08/1957 - IV Prova Cinqüentenário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - 1º Lugar e Melhor volta
07/09/1957 - I 500 Quilômetros de Interlagos/SP - Com Ruggero Peruzzo - Ferrari/Corvette 4.500cc. n° 46 - 1° na geral e 1° na Cat. Mec. Nac.
20/10/1957 - V Prova Cinqüentenário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari/Corvette 4.500cc. n°46 - 2º Lugar Cat. Mec. Nac.
Foram duas provas: uma de fórmulas e outra de carros esporte, participou das duas.
20/10/1957 - V Prova Cinqüentenário do ACB - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - 1º Lugar Cat. Sport+2.0
23/11/1957 - II Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Com Flávio Beneducci - Carretera Ford 3.800cc n° 80 - 8° Lugar
01/12/1957 - X GP Cidade de São Paulo - Interlagos/SP - Ferrari 250MM 2.953cc. n° 46 - Cat. Sport - Quebra na volta 3
26/01/1958 - Mil Quilômetros Ciudad de Buenos Aires - ARG - Com Eugênio Martins - Ferrari 750 Monza 2.999cc. n° 24 - desistência: motor na volta 57 - Pelo número de voltas: 14° na geral e 6° na Cat. Sport 3.0
23/02/1958 - Prova Crônica Esportiva Paulista - Interlagos/SP - Ferrari 250TR 2.953cc. n° 46 -
Cat. Sport - 1º Lugar 
15/06/1958 - I 500 Quilômetros de Porto Alegre - Circuito da Pedra Redonda - RS - Com Chico Landi - Carretera Chevrolet 4.500cc.
n° 50 -
TFL (carretera)  - Abandono
22/06/1958 - I G.P. do Cinqüentenário da Imigração Japonesa - Interlagos/SP - Ferrari 250TR  2.953cc. n° 46 -
Cat. Sport - 1º Lugar
07/09/1958 - II 500 Quilômetros de Interlagos/SP - Com Luis Américo Margarido - Talbot/Cadillac 5.645cc. n° 51 - 3º Lugar
28/09/1958 - Inauguração do Circuito da Barra da Tijuca - RJ - Ferrari 250TR 2.953cc. n° 46 - Cat. Sport - 6° Lugar e melhor volta
22/11/1958 - III Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Com Flávio Beneducci - Ford V8 4.2000cc n° 80 -
TFL (carretera) - Abandono
30/11/1958 - Prova Prefeito Ademar de Barros - Interlagos/SP - Ferrari 250TR 2.953cc. n° 46 - Cat. Sport - 5° Lugar e melhor volta
30/05/1959 - I Prova Pedro Santa Lúcia - Interlagos/SP - Ferrari 250TR 2.953cc. n° 46 -
Cat. Sport - 1° Lugar
18/10/1959 - III Circuito de Poços de Caldas - MG - Porsche 550 1.498cc. n° 9 -
Cat. Sport - 1° Lugar
21/11/1959 - V Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP/SP - Com Luis Américo Margarido - Chevrolet/Corvette 4.500cc. n° 50 - T FL (carretera) - abandono - Luis Américo capotou a carretera às 3 horas da manhã, sem maiores danos físicos.
10/01/1960 - II Etapa do Torneiro Sul-Americano - Interlagos/SP - Maserati 300S 2.989cc. n° 28 -
Cat. Sport - 1° Lugar
30/01/1960 - Mil Quilômetros de Buenos Aires Buenos Aires - ARG - Com Christian "Bino" Heins - Maserati 300S 2.989cc. n° 14 - 4º na geral e 3º na Cat. Sport 3.0
13/03/1960 - II Circuito de Piracicaba - SP - Porsche 550 RS 1.498cc. n° 8-A -
2º na geral e 1º na Cat. Sport -2.0
23/04/1960 - I G. P. Juscelino Kubitschek - Eixo Rodoviário Sul - Brasília/DF - Maserati 300S 2.989cc n° 28 - 3º na geral e 3° na Cat. Sport (corrida junto com a mecânica nacional)
15/05/1960 - Quilômetro de Arrancada em Cumbica - Aeródromo de Cumbica/SP - Porsche 550 RS 1.498cc. n° 8-A - Cat. Sport-2.0 - 2º Lugar
12/06/1960 - Prova ACB - Interlagos/SP - - Porsche 550 RS 1.498cc. n° 8-A - 3° Lugar na geral e 2° na Cat. Sport-2.0
09/09/1960 - III 500 Quilômetros de Interlagos/SP - Maserati 300S 2.989cc. n° 28 - 1º Lugar
26/11/1960 - V Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - com Camilo Christofaro - Chevrolet/Corvette n° 82 - 4° Lugar - TFL (carretera)
Carretera cruzou a linha de chegada empurrada por pilotos e mecânicos.
15/01/1961 - III Torneio Sulamericano - Cat. Sport - Maserati 300S - 2.990cc. - 2° na geral e 1° na categoria
07/09/1961 - IV 500 Quilômetros de Interlagos/SP - com Emílio Zambello/Ruggero Peruzzo - Maseratti 450S - 4.450cc. n° 27 - 1° Lugar como era uma prova de revezamento participou dessa prova em dois carros, e os dois classificaram.
07/09/1961 - IV 500 Quilômetros de Interlagos/SP - com Ruggero Peruzzo/Emilio Zambello - Maserati 300S - 2.989cc. n° 28 - 3° Lugar
26/11/1961 - VI Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - com Camilo Christofaro - Chevrolet/Corvette n° 4 -
TFL (carretera) - abandono volta 127 - pelo número de voltas 17° Lugar
25/01/1962 - I 12 Horas de Interlagos/SP - com Piero Gancia - Alfa Romeo Giulieta 1.290cc. n° 25 -
5° na geral e 2º na T-1.3 -
Estréia de Piero Gancia nas pistas.

20/05/1962 - I Festival Automobilístico do ACESP - Interlagos/SP - Maserati 300S 2.989cc. n° 28 - 1º Lugar
08/12/1962 - I 500 Milhas de Interlagos/SP - com Bird Clemente/Roberto Gallucci - Ferrari 250 MM Coupê 2.953cc. nº 10 - Abandono
Aqui novamente participou em dois carros.
08/12/1962 - I 500 Milhas de Interlagos/SP - com Bird Clemente/Roberto Gallucci/Dráusio Brandão - Lancia D20 2.451cc. n° 1 - Abandono
10/03/1963 - II 12 Horas de Interlagos/SP - com Chico Landi/Luciano Borghesi - FNM/JK  2000 1.975cc. n° 23 - 2º Lugar
07/09/1963 - VI 500 Quilômetros de Interlagos/SP - com Chico Landi - Landi/Bianco/JK 2000 1.975cc. n° 2 - Acidente fatal na 1ª volta
   
No livro "Interlagos/SP de 1940 a 1980" de Paulo Scali, na seção de depoimentos tem um que chama a atenção e que fala de Celso, o do piloto Paschoal Nastromagario:
"-... eu não tinha mais um carro Mecânica Nacional, fiquei nos boxes com Chico Landi,... Vimos do box uma enorme poeira... saiu em disparada a ambulância...corremos ajudar os enfermeiros, pois o Celso estava desacordado... deitado na mesa com o peito estufado como se fosse um halterofilista. De repente, acordou, nos olhou com os olhos arregalados e deu seu último suspiro. Fiquei atordoado, e o Chico a meu lado chorando muito. No seu triste velório, pensei:
- Para mim chega, acabou a graça. E, assim sendo, nunca mais pisei em Interlagos.
"
 


VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA
ou
VOLTAR À PÁGINA INICIAL