Uma visão dos nossos históricos anos sessenta e um pouco antes

Voltar  para  Página Inicial

Ir  para  "Lendas e histórias"

Pilotos:
Agnaldo de Goes Aldo Costa Alfredo Santilli Amauri Mesquita Antonio C. Aguiar Arlindo Aguiar Aroldo Louzada Bica Votnamis
Bird Clemente Bob Sharp Breno Fornari Caetano Damian Camillo Christofaro Carlos Sgarbi Catharino Andreatta Celso L. Barberis
Christian Bino Heins Ciro Cayres Domingos Papaleo Eduardo Celidonio Emerson Fittipaldi Emilio Zambelo Ênio Garcia Eugênio Martins
Francisco Lameirão Fritz D'Orey Graziela Fernandes Haroldo Vaz Lobo Henrique Casini Jan Balder Jaime Pistili Jayme Silva
José Tôco Martins Júlio Andreatta Luiz A. Margarido Luiz Carlos Valente Luiz Pereira Bueno Luiz Valente Marinho Nicola Papaleo
Nilo de Barros Vinhaes Norman Casari Orlando Menegaz Nastromagario Pedro C. Pereira Piero Gancia Raphael Gargiulo Ricardo Rodrigues de Moraes
Roberto Gallucci Roberto Gomez Salvador Cianciaruso Toninho Martins Victorio Azzalin Vitório Andreatta Waldemar Santilli Zoroastro Avon
Preparadores e/ou construtores:
Anísio Campos Jorge Lettry Miguel Crispim Nelson Brizzi Toni Bianco Victor Losacco    
Pioneiros:
Ângelo Juliano Benedicto Lopes Chico Landi Chico Marques Gino Bianco Hermano da Silva Ramos Irineu Correa João R. Parkinson
Manuel de Teffé Nascimento Junior Norberto Jung Sylvio A. Penteado Villafranca      

 

Página acrescentada em 25 de janeiro de 2006.  -  Atualizada em dezembro 2020

Amauri Mesquita
por Paulo Roberto Peralta
 

Peralta e Amauri/2005

Nasceu em Florianópolis (SC) no dia 31 de janeiro de 1941, filho do oficial da aeronáutica Manoel Marinho Ferreira. Com 2 anos mudou-se para o Rio de Janeiro em função de uma transferência de seu pai e sua história automobilística começou aos 4 anos de idade quando no colo do pai dirigiu pela primeira vez um automóvel, só volante é claro, mas o suficiente para despertar a paixão por carros e depois por competições. A partir de então ele sempre acompanhava o pai e adorava ajudá-lo na manutenção e conservação do Ford 1936 da família.

Em sua infância e juventude, na década de 50, foi expectador assíduo de todas as provas realizadas no Rio: Circuito da Gávea, Circuito do Castelo, Circuito da Praia de Botafogo, etc. Torceu pelo argentino, que se tornaria em 1957 pentacampeão mundial de Fórmula 1, Juan Manoel Fangio, pilotando uma Ferrari 166FL no circuito da Quinta da Boa Vista em 1952, e também os volantes: Henrique Cassini, Domingos Otolini, Xandinho, Ciro Cayres, Arthur de Souza Costa (marido de Emilinha Borba, cantora de sucesso na época) e outros, no Circuito do Maracanã.

Início dos anos 60 tornou-se kartista e foi um grande incentivador da construção do primeiro Kartódromo no Rio de Janeiro. Já em 1963, com 22 anos, comprou seu primeiro carro, um DKW Vemag, e começou a participar de provas de Quilômetro de Arrancada, e de Subidas de Montanhas, tendo inclusive vencido, com recorde, a Subida de Furnas/Tijuca, considerada uma das maiores vitórias da Vemag naquele ano, tendo inclusive recebido o premio Esportista da Auto Union alemã por este grande feito.

Em 1964, aos 23 anos, estreou em corridas de circuito fechado, em rua e depois nos autódromos. Seus carros eram próprios, nunca houve "paitrocínio", e um detalhe curioso é que andava de ônibus a fim de sobrar dinheiro exclusivamente para preparar seus carros para as corridas.

1963
Subida
de Furnas/Tijuca

1964 - Campeonato Carioca - DKW Vemag
Ilha do Fundão

1965 - II 500 Km da Guanabara - DKW
Barra da Tijuca

1966 - Campeonato Carioca - FNM/JK 2000
Jacarepaguá

Trabalhando na área de seguros (técnico em seguros) Amauri foi desenvolvendo em paralelo sua carreira automobilística, chegando a vice-campeão carioca de turismo em 1964 e campeão no ano seguinte, 1965.

Em abril de1967 não querendo ficar de fora da primeira prova do ano, correram, ele e Mario Olivetti, com um Volkswagen praticamente original sem quase nada de preparação, na categoria Turismo Força Livre. No mesmo mês os dois vão a Brasília participar do "III Mil Quilômetros de Brasília" com um carro FNM/JK 2000, ainda no ultimo dia do mês de abril participa novamente com seu DKW da primeira etapa do Campeonato Carioca em Jacarepaguá.

No mesmo ano, no mês de maio, foi realizada no Brasil a primeira prova de Fórmula Vê, disputada no Rio de Janeiro, dando inicio ao Campeonato Brasileiro e lá esteve ele participando com um Spadaccini-Vê, carro que usou mais uma vez, passando depois numa prova extra campeonato para um Aranae-Vê. Ainda em 1967 na primeira prova de Formula Vê realizada na cidade de Niterói ele participou também com o um Sprint-Vê
Após participar de algumas provas de Formula Vê sofreu um espetacular acidente no “curvão” de Jacarepaguá escapando milagrosamente ileso, mas o carro ficou destruído:
"... na prova de Formula Vê aconteceram três acidentes: logo após a saída, no final do retão Newton Palhares deu uma entortada com seu carro nº 15 na entrada da curva sul e Amauri Mesquita com o carro nº 28 ao tentar desviar-se dele saiu da pista e capotou três vezes, sendo atirado à distância. Por pura obra da sorte Amauri escapou de perder a vida, pois raspou na cerca de arame farpado que fica bem próximo da pista, chegando ainda a ferir-se no lado direito do pescoço. Com a queda Amauri sofreu um corte atrás da orelha esquerda, necessitando levar pontos." Jornal do Brasil - 15/11/1967

1967 - 3 Horas de Velocidade
com Mario Olivetti - VW Carretera

1967 - Campeonato Carioca  I Etapa - Jacarepaguá - DKW Vemag

1967 - Campeonato Brasileiro F-Vê  I Etapa - Jacarepaguá - Spadaccini-Vê

1967 - Campeonato Carioca F-Vê  II Etapa - Niteroi - Sprint-Vê

Em 1968 na malfadada corrida “XI Circuito de Petrópolis” em 20 de julho de 1968, onde morreram o piloto Sérgio Cardoso, e também o "Cacaio" (Joaquim Carlos Telles de Matos), que tinha ido a Petrópolis só para assistir a corrida mas acabou ajudando como bandeirinha e foi atropelado tentando sinalizar aos amigos participantes a entrada de um caminhão de bombeiros na pista devido ao acidente com o Mark I de Carol Figueiredo na primeira curva do circuito, mesmo local do acidente no dia anterior com Sergio Cardoso. Nessa prova Amauri estreava uma Alfa Romeo GTZ (Zagato), mas após o acidente com “Cacaio” a prova foi interrompida e cancelada durante a terceira volta.

Ainda no ano de 1968, Amauri importou um Mini Cooper S para competições e participou do Campeonato Subida de Montanha, perdendo apenas para uma Porsche 910. Participou também de provas no Autódromo de Jacarepaguá nos anos de 1968 e 1969, até o autódromo ser fechado para reformas, que duraram até 1971. Em sua corrida de estréia com esse carro, a 3ª etapa do Campeonato Carioca, quebrou um tensor da suspensão obrigando-o a parar, mas pelo numero de voltas ficou em 10º lugar.

1968 - III 500 Quilômetros da Guanabara - Jacarepaguá
Disputando com Bino Mark II

Pódio da 4ª etapa do Campeonato Carioca, com vitória de Sidney Cardoso, Amauri em segundo

1969 - Largada com Mini Cooper em Preliminar do Torneio BUA

1969 - Camp Carioca V Etapa
Mini Cooper

Torneio Nacional de Ford Corcel

Em 1970, Amauri participou do “Torneio Nacional de Ford Corcel”, com carros sorteados entre os pilotos, em Interlagos ficou no pelotão intermediário e em Jacarepaguá venceu a prova de classificação, mas na bateria final um aro de roda quebrado o fez abandonar a prova.

1972 - 1ª Prova de Stock Car
Chevrolet Opala

Foi um dos pioneiros da categoria Stock Car e fez a pole-position da primeira prova em julho de 1972, realizada no Rio de Janeiro no autódromo de Jacarepaguá, mas na corrida uma fechada o tirou da pista. A corrida foi suspensa na 6ª volta das 15 previstas.

Amauri venceu a prova “I 25 horas de Interlagos” de 1973, na categoria, revezando-se em trio com os pilotos Newton Alves e Antonio Dias Ramos com o Chevrolet Chevette nº 30: 1º lugar na categoria e 6º lugar na geral.

Na edição da mesma prova no ano seguinte (74) e em parceria com Carlos Andrade e J. P. Bucsky, pilotando o Ford Maverick V8, mas depois de 14 horas de corrida e estando em 7º lugar na classificação geral derrapou numa poça de óleo acidentando-se e perdendo todas as condições de terminar a prova.

1973 - I 25 horas de Interlagos
Chevrolet Chevette
1974 - II 25 horas de Interlagos
Ford Maverick
1975 - XI Mil Quilômetros de Brasília
Ford Maverick
1978 - Campeonato Brasileiro
Fiat 147

Com essa marca de carro participou também, no ano seguinte (75), do “XI Mil Quilômetros de Brasília” com José Carlos Ramos, mas novamente abandonou por quebra mecânica. 
Após a primeira prova do Campeonato Brasileiro Fiat 147 - Div.1 no Autódromo Internacional do Rio de Janeiro em 1978, Amauri participou do "Festival Fiat" onde venceu na pista mas, após a prova, na inspeção foi acusado de: "... ter raspado em um milímetro um parafuso da suspensão dianteira para tornar o carro mais flexível nas curvas...".
Desligou-se das competições aos 37 anos e 4 meses de idade, passando então a dedicar-se ao trabalho e ao antigomobilismo.

Amauri foi casado desde 1962 e tem um filho e uma filha, mas está separado e mora no Rio de Janeiro

 

Participações em provas (colaboração de Ricardo Cunha)

16/02/1964 - Campeonato Carioca - I Etapa -Ilha do Fundão/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc - ND
22/03/1964 - Circuito da Barra - Barra da Tijuca/RJ - DKW Vemag nº 8 - 981cc - 7º Lugar
08/11/1964 - Circuito de Petrópolis/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc -
AB
11/04/1965 - Campeonato Carioca  I Etapa - Ilha do Fundão/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc - 8º Lugar
16/05/1965 - II 500 Km da Guanabara - Barra da Tijuca/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc -
AB
06/06/1965 - Campeonato Carioca  II Etapa - Jacarepaguá/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc - AB
08/08/1965 - Campeonato Carioca  III Etapa - Ilha do Fundão/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc -
3º Lugar
07/11/1965 - Campeonato Carioca  IV Etapa - Ilha do Fundão/RJ - DKW Vemag nº 6 - 981cc - 9º Lugar
27/11/1966 - Campeonato Carioca  IV Etapa - Jacarepaguá/RJ - FNM/JK 2000 nº 54 - 1975cc -
8º Lugar
09/04/1967 - 3 Horas de Velocidade - Jacarepaguá/RJ - Com Mario Olivetti - VW nº 29 - 9º Lugar na geral e 4º na cat. TFL
23/04/1967 - III Mil Quilômetros de Brasília/DF - Eixo Monumental - Com Mario Olivetti - FNM/JK 2000 nº 65 - 1975cc -
AB
30/04/1967 - Campeonato Carioca  I Etapa - Jacarepaguá/RJ - DKW Vemag nº 19 - 981cc - 3º Lugar
14/05/1967 - Campeonato Brasileiro F-Vê  I Etapa - Jacarepaguá/RJ - Spadaccini-Vê nº 6 - 1192cc -
5º Lugar
28/05/1967 - Campeonato Carioca F-Vê  I Etapa - Jacarepaguá/RJ - Spadaccini-Vê nº 6 - 1192cc - AB
08/10/1967 - Prova F-Vê  Extra Campeonato - Jacarepaguá/RJ - Aranae-Vê nº 29 - 1192cc -
AB
15/10/1967 - Campeonato Carioca F-Vê  II Etapa - Niteroi/RJ - Sprint-Vê nº 28 - 1192cc - 10º Lugar
12/11/1967 - Campeonato Carioca F-Vê  III Etapa - Jacarepaguá/RJ - Sprint-Vê nº 28 - 1192cc -
AB
21/07/1968 - XI Circuito de Petrópolis/RJ - Alfa Romeu GTZ nº 9 - 1290cc - Interrompida por acidente c/ Cacaio
04/08/1968 - III 500 Quilômetros da Guanabara - Jacarepaguá
21/09/1969 - Campeonato Carioca  III Etapa - Jacarepaguá/RJ - Mini Cooper nº 177 - 998cc -
10º Lugar
23/11/1969 - Campeonato Carioca  IV Etapa - Jacarepaguá/RJ - Mini Cooper nº 177 - 998cc - 2º Lugar
13/12/1969 - III Mil Quilômetros da Guanabara/RJ - Jacarepaguá - Com Milton Amaral - VW 1500 nº 50 - AB
27/12/1969 - Campeonato Carioca  V Etapa - Jacarepaguá/RJ - Mini Cooper nº 177 - 998cc -
1º Lugar
01/02/1970 - Preliminar da Primeira Etapa do Torneio BUA - Jacarepaguá/RJ - Mini Cooper 998cc nº 177 - 2º Lugar
06/12/1970 - Torneio Ford Corcel - Jacarepaguá/RJ - Ford Corcel nº 2 - 1372cc - AB
23/07/1972 - I Prova de Stock Car - Jacarepaguá/RJ - Chevrolet Opala nº 6 - 4098cc - AB
26/08/1973 - 25 Horas de Interlagos/SP - Com Antonio Dias Ramos/Newton Alves - Chevrolet Chevette nº 30 -  1398cc - 16º na geral e 1º na cat. T-1.6
25/05/1974 - 25 Horas de Interlagos/SP - Com Carlos Eduardo Andrade/J.P.Bucsky - Ford Maverick nº 22 - 4950cc -
AB
20/04/1975 - XI Mil Quilômetros de Brasília/DF - Autódromo - Com José Carlos Ramos - Ford Maverick nº 17 - 4950cc - AB
19/03/1978 - Campeonato Brasileiro Fiat 147 - Div.1 - Jacarepaguá/RJ - Fiat 147 nº 12 - 1297cc -
ND
30/04/1978 - Festival Fiat - Div.1 - Jacarepaguá/RJ - Fiat 147 nº 42 - 1.050cc - DQ


VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA
ou
VOLTAR À PÁGINA INICIAL